About Lisbon

Estou Apaixonado...

Se perguntarmos a várias pessoas o que é estar apaixonado vamos receber as mais variadas respostas, que estar apaixonado é sentir borboletas no estômago, sentir um frio na barriga ou o coração a bater a um ritmo imparável, se perguntarmos, por quem estão apaixonados, em regra geral será pela família, amigos, marido, mulher, filhos, namorado, namorada, eu posso dizer-vos que estar apaixonado para mim, é ter uma vontade quase que incontrolável de estar com alguém. Eu, estou apaixonado pela família, pelos amigos pelo meu trabalho, pelo meu blogue (Primeira Casa da Rua), mas também, vou confessar, tenho uma paixão quase que incontrolável pela minha cidade de adoção, a capital de um País chamado Portugal, com mais de 500 mil habitantes, é a capital da Europa mais a Ocidente do continente europeu, além de ser a única ao longo da costa atlântica, o seu nome é, Lisboa!


Já no Império Romano, o imperador  Júlio César deu alguma importância à cidade reconhecendo-lhe o estatuto de município, chamado-lhe Felicidade Júlia (Felicitas Julia), acrescentando ao nome Olisipo.


Mas voltando ao século XXI, mais propriamente a 2014, a cidade cada vez está com o pulsar de coração com mais vitalidade, comparável a uma adolescente de 18 anos, têm todo um futuro risonho pela frente e parece que nada a pode parar.


Locais como o LX Factory, o Cais do Sodré, o velho Bairro Alto, o Príncipe Real a Av. da Liberdade e tantos outros espaços, estão imparáveis e dinâmicos.


Deixa-me sempre orgulhoso e com borboletas no estômago, sempre que há um espaço que é revitalizado na cidade, fico impaciente para saber como vai ficar e não perco um minuto para o visitar, como por exemplo, a Ribeira das Naus, onde foi recriada a praia aqui existente antes do terramoto de 1755 , que finalmente foi devolvida aos habitantes e visitantes da cidade.


E por falar no sismo de 1755, também tenho orgulho do trabalho que foi feito na cidade pelo Marquês de Pombal, qual fénix a sair das cinzas, uma verdadeira nova Lisboa, aproveitando todas as tecnologias e conhecimentos que tínhamos na altura para criar a maravilhosa baixa de Lisboa e  a reconstrução de uma das mais belas praças da Europa, para não dizer a mais bela, pode parecer presunçoso da minha parte, mas, posso dizer-vos que já viajei por alguns países e ainda não encontrei uma praça mais bonita.


A Praça do Comércio ou Terreiro do Paço, situada junto ao rio Tejo, na zona que foi o local do palácio dos reis de Portugal durante cerca de dois séculos, é uma das maiores praças da Europa, com cerca de 36 000 m² (180m x 200m). Ã? o centro da cidade de Lisboa, bem como a sua principal praça. Em 1511, o rei D. Manuel I transferiu a sua residência do Castelo de São Jorge para este local junto ao rio. Na reconstrução, coordenada por Eugénio dos Santos, a praça tornou-se no elemento fundamental do projeto do Marquês de Pombal.


Hoje é um ponto de orgulho para os habitantes da cidade de Lisboa e um dos espaços a não perder para quem vem conhecer a cidade, basta passear por lá para perceber a quantidade de adjetivos que se ouvem: fantástica, linda, majestosa, entre outros. 


Enfim, uma cidade que é uma verdadeira caixinha de surpresas, em qualquer esquina podemos ficar surpreendidos com um recanto que nunca tínhamos reparado ou com um novo espaço. Assim sendo, já sei mais um dos motivos pelo qual estive, estou e estarei apaixonado por Lisboa, é porque gosto que me surpreendam, e Tu, Lisboa surpreendes-me!



+MYLISBON
Mini Countryman
LisbonLovers Shop